Esperando o metrô

O Conselho Brasileiro dos Executivos de Compras – CBEC é uma associação sem fins lucrativos com abrangência nacional que visa fortalecer o setor, promovendo, capacitando e certificando profissionais de compras supply chain e logística.
Tem cerca de 100 empresas associadas em todo território brasileiro, sendo estas empresas de nível nacional e multinacional, são mais de 1.500 profissionais de compras associados e cerca de 50mil contatos da área de compras, logística, administrativos, finanças e supply chain, ligados ao CBEC.
O CBEC é o único representante no Brasil da International Federation of Purchasing and Supply Management – IFPSM (www.ifpsm.org), que congrega entidades de 45 países, com mais de 250.000 profissionais de compras.

Nossa historia

O Conselho Brasileiro dos Executivos de Compras - CBEC​ é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 2004, com abrangência nacional que visa fortalecer o setor, promovendo, capacitando e certificando profissionais de compras supply chain e logística.

Tem cerca de 100 empresas associadas em todo território brasileiro, sendo estas empresas de nível nacional e multinacional, são mais de 1.500 profissionais de compras associados e cerca de 40mil contatos da área de compras ligados ao CBEC.

O CBEC é representante exclusivo da IFPSM - International Federation of Purchasing and Supply Management entidade internacional que congrega associações de Compras de 45 países, que representam mais de 250.000 profissionais de Compras no mundo. 

O que o CBEC oferece a você ou sua empresa?

  • Promove a integração entre os profissionais de Compras para socializar suas experiências e conhecimentos, visando o desenvolvimento de todos;

  • Fomenta a pesquisa e a publicação de trabalhos sobre Compras;

  • Capacita e certifica os profissionais de Compras em padrões internacionais (presencial e online)

  • Consolida a identidade da área;

  • Estabelece os mais altos princípios éticos para o profissional de Compras;

  • Formação e certificação de compras – CPP

  • Congressos nacionais e internacionais

  • Fóruns direcionados

  • Divulgação de artigos referente ao setor

  • Comitês Estratégicos

Muitas iniciativas foram realizadas no curto período de nossa existência, porém, ainda há muito a ser feito. O fortalecimento do CBEC depende da participação e apoio dos profissionais da área, por isso convidamos: venha para o CBEC!

Para cumprir com seus objetivos, o CBEC desenvolve e promove cursos de capacitação, organiza workshops, ações de benchmarking e networking entre seus associados através do IBCEC Treinamentos, o qual é responsável pela gestão, promoção e divulgação de todos eventos do CBEC.
Os associados do CBEC são empresas nas quais a área de Compras é estratégica para melhorar a competitividade e o lucro e, por isso, já estruturaram os seus processos de aquisição. Outros associados típicos são empresas que desejam profissionalizar a sua área de Compras e assimilar os modelos de sucesso de outras empresas.


Não discriminamos por setor, todas as empresas grandes ou pequenas podem se associar e agregar valor à associação, porém o principal valor que buscamos é a ética no exercício da profissão.

Entre outros, o CBEC organiza três importantes eventos com a intenção de atrair os principais executivos de compras de empresas nacionais e multinacionais, para uma jornada de palestras onde discutirmos formas de crescimento do profissional de compras no Brasil utilizando as mais eficientes ferramentas do mercado.
Esses eventos são:

  • Fórum de Competitividade em Compras

  • Fórum de Sustentabilidade em Compras

  • Congresso Internacional de Compras

 

Reuniremos nestes eventos ideias globais para melhorar o crescimento das empresas, possibilidade de redução custos, qualificação de fornecedores e inovação utilizando novas tecnologias a favor do setor.  Já passaram pelo CBEC mais de 250mil profissionais de compras, através de nossos treinamentos, workshops, fóruns e congressos.
 

A partir de maio de 2020 recebemos o apoio do executivo Erwin Romel de Araujo Resende e Souza, que entrou no CBEC para nos ajudar presidindo a instituição. Como Diretor Presidente voluntário Erwin trouxe novos projetos, gerou novos negócios e introduziu novos cursos a grade. E para nos adaptarmos a nova realidade que o CODIV-19 nos trouxe em 2020,  alguns treinamentos foram formatados para realização ONLINE.

Realizamos também muitas LIVES, com participação de grandes empresários do setor, que dividiram com o nosso público suas experiências e adaptação à nova realidade. Dentre os palestrantes tivemos Mercelo Scarcelli/Unillever, Masrcio Seabra/Ford, Roberto Piragibe/Jaguar Mining, Frederico Janotti/Blossom, Cristiano Oliveira/Snef, Kezer Almeida/Hatch Brasil, Fabio Fonseca/Poyry, Juliano Almeida/Chrysler,Flavio Barreiros/EY, Claudio Piavacari/Accenture, Claudio Cardoso/Grupo Arizona e Anderson Diniz/Novo Consultoria.

Foram lives com média de 150 a 200 participantes, sempre realizadas a partir das 18h. Este novo formato foi muito bem avaliado pelo nosso público e seguiremos com este projeto para os próximos anos.  A meta e lavarmos também a grade completa de todos nossos cursos no formato online. Lembrando que todos os cursos de nossa agenda podem ser realizados também in company, adaptados à realidade de sua empresa, em dia e horários determinados por você.

Como uma associação sem fins lucrativos o CBEC depende de muito apoio para seguir com os projetos, temos ao nosso lado grandes empresas associadas e parceiras que nos apoiam como patrocinadores. O CBEC incentiva, fomenta, indica e ajuda a empresa na geração de novos negócios através de nossa ampla rede de executivos de compras. Não permitimos dois patrocinadores do mesmo ramo de negócios (concorrentes), pois o nosso retorno para a empresa patrocinadora é gerar negócios através de nossa rede e de indicações.

Participe de nossas iniciativas, seja um apoiador, patrocinador ou associado do CBEC. Junte-se a este seleto grupo de profissionais qualificados.

Fundadores

Fernando F. Moura

Administrador, com uma longa carreira na Burroughs/Unisys, incluindo quatro anos de trabalho na matriz americana e responsável pelas compras da Região Norte da América Latina. Exerceu o cargo de Diretor de Compras da Unisys-Brasil até meados de 2006.

 

No CBEC é Diretor da Comissão de Ética e Ouvidoria e membro do Conselho de Administração.

Joao Paulo Monetti

Engenheiro Eletrônico com MBA Executivo internacional pela USP, possui 25 anos de experiência em empresas multinacionais, sendo 20 anos em funções executivas na área de Compras. Foi responsável pela Diretoria Corporativa de Compras e Qualidade da General Electric e hoje ocupa o cargo de Diretor-Fundador da empresa Backroom, na qual presta serviços para a área de Compras.

 

No CBEC, foi Diretor de Marketing, Vice-Presidente e Presidente. Atualmente é Diretor de Associados Pessoa Física e membro do Conselho de Administração.

Jose Eduardo Barros

Economista formado pela Universidade de Santos FACECS, com 23 anos de carreira em empresas multinacionais ocupando posições estratégicas dentro de Procurement e Supply Chain. Ocupou cargos de liderança dentro da área de Compras em empresas multinacionais de diversos segmentos com destaque para Cosméticos, Serviços Financeiros, Cartões de Crédito e Centro de Distribuição Logística.

 

Hoje presta serviços como Consultor na empresa de Strategic Sourcing Corbus e atua como Diretor Financeiro do CBEC.

Laerte Farina

Engenheiro Mecânico pela Escola de Engenharia Mauá e Administrador de Empresas pela FGV, com mais de 20 anos de experiência em grandes multinacionais dentro da área de Operações, foi responsável pela área de Global Procurement para América Latina na Baxter. Hoje ocupa o cargo de Diretor de Supply Chain na multinacional americana Covidien.

 

Foi Diretor Financeiro do CBEC por três mandatos consecutivos.

Martha Verçosa

Administradora com MBA pela Business School São Paulo, com 23 anos de experiência profissional em empresas entre as 500 maiores da Fortune, sendo 15 anos em funções executivas em Compras.

 

Foi responsável pela área de Supply Chain para América Latina na EDS. No CBEC foi presidente por dois mandatos consecutivos.

Organização

DIRETORIA EXECUTIVA
 

PRESIDENTE
Erwin Souza

VP EXECUTIVA
Lisley Pólvora

VP INSTITUCIONAL
Laerte Farina

COORDENADOR DO CONSELHO DELIBERATIVO
José Eduardo B. Barros

CONSELHEIRO
Fernando F. Moura

DIRETOR RIO DE JANEIRO
Filipe Barroso

DIRETORES MINAS GERAIS
Marcelo Waller
Tiago Affonso 

DIRETOR DE MARKETING
Bruno Famoso

Missão e Visão

Fundado em 2004, o Conselho Brasileiro dos Executivos de Compras (CBEC) é uma associação sem fins lucrativos, com abrangência nacional, que tem como objetivos promover a valorização da área de compras pelo reconhecimento do seu caráter estratégico, viabilizar o intercâmbio de experiências e melhores práticas entre seus membros, consolidar a identidade da área de Compras e incentivar a prática dos mais altos princípios éticos e de eficiência no exercício da profissão, a fim de aumentar a competitividade das empresas.

 

Visão

Uma Área de Compras forte, altamente capacitada, desempenhando seu papel estratégico na melhoria da competitividade e da lucratividade das empresas brasileiras.

 

Missão

Promover o caráter estratégico da área de Compras, posicionando-a como centro proativo na geração de lucro e aumento da competitividade das empresas brasileiras.

Estatutos

Conheça nossos Estatutos

Baixe o PDF abaixo para ter acesso ao Estatuto da empresa.

Escala de justiça

Código de Ética

As normas de conduta ética do Conselho Brasileiro dos Executivos de Compras não têm a intenção de substituir as políticas e práticas existentes em cada empresa, contudo, complementa-as naquilo em que forem omissas. Em caso de conflito com os princípios e recomendações do CBEC, ou dúvidas de interpretação, os associados deverão consultar a Comissão de Ética do CBEC.
 

Comprovada a conduta inapropriada por algum associado e dependendo da gravidade do ato, CBEC poderá aplicar-lhe a pena de advertência, censura, suspensão ou demissão do quadro de associados, após ter-lhe sido garantido amplo direito de defesa.
 

Princípio Geral

Os associados do CBEC deverão pautar sua conduta, e inspirar as ações dos seus subordinados, por um comportamento impecável no trato dos interesses da entidade privada para a qual trabalha, a fim de que os profissionais de compras sejam respeitados na comunidade de negócios e percebidos pela sociedade em geral como praticantes dos mais elevados padrões éticos.

Normas de Conduta e Recomendações

No exercício de suas atribuições profissionais, os associados do CBEC deverão seguir as seguintes normas de conduta ética e recomendações:


1. Não basta ser ético e honesto, é essencial parecer como tal. Devem ser evitadas situações, ações e comunicações que possam ser percebidas como comportamento impróprio ou aético visto que as consequências disso poderão causar dano a imagem do profissional de compras como se, realmente, tivessem ocorrido.


2. O principal dever do profissional de compras é obter a maior relação custo/benefício para cada centavo gasto na compra de produtos e serviços. Para atingir esse fim, além da lealdade irrestrita para com a entidade para a qual trabalha, é essencial assegurar que interesses pessoais e amizades jamais interfiram na decisão de compra.


3. Os fornecedores devem ser tratados como aliados na busca da solução mais vantajosa para ambas as partes. É indispensável promover um clima de profissionalismo, imparcialidade e respeito mútuo no relacionamento com os fornecedores, evitando favoritismos danosos e assegurando igualdade de condições na competição pela melhor oferta de produtos e serviços. Embora seja aceitável o relacionamento duradouro com fornecedores, há que assegurar condições para manter a competitividade na compra.


4. No decorrer da relação comercial, é normal a troca de brindes e presentes de valor simbólico bem como demonstrações de apreço e hospitalidade como, por exemplo, almoço de negócios, convite para palestras, feiras, eventos de várias naturezas, etc. Contudo, os associados do CBEC devem evitar presentes, convites e favores que excedam o valor intrínseco de uma simples cortesia e que possam comprometer sua capacidade de julgar com isenção a oferta de produtos e serviços daquele fornecedor.


5. Como executivos de Compras, devem os associados elevar o status da profissão pela melhoria contínua na aquisição de novos conhecimentos e habilidades a fim de que sua competência técnica seja reconhecida no mercado. Igualmente, compete-lhe atrair e reter os melhores talentos para a área de Compras e propiciar treinamento, desenvolvimento e inspiração para os novos profissionais sob sua direção para que a classe, como um todo, se destaque no meio empresarial e seja respeitada pela contribuição estratégica nos resultados da entidade.


6. Cumprir leis, regulamentos e regras deve fazer parte do credo do profissional de compras no exercício da cidadania responsável. Os associados obedecerão as leis do Brasil, os acordos internacionais, as políticas e normas internas da entidade empregadora e os contratos celebrados com os fornecedores, a fim de que os negócios sejam conduzidos sob um clima de confiança e respeito as regras.


7. Em dúvida quanto a situações e negócios com aparência suspeita ou que não tenham legitimidade clara, deve o profissional de compras, compartilhar a preocupação ou aconselhar-se com os superiores na empresa, com colegas associados do CBEC ou com a Comissão de Ética.


8. A reciprocidade nos negócios que limitar a competitividade e a própria atuação do profissional de compras deve ser evitada. Em sendo a reciprocidade o resultado de orientação superior, esta condição deverá ser documentada para caracterizar a interferência deste fator no processo de compra.


9. O associado deve abster-se de exercer atividade comercial ou profissional externa a entidade para a qual trabalha que possa causar conflito de interesses. Mesmo quando isso envolver familiares, deve o associado submeter a situaçao a direçao da entidade e obter uma declaração de que não existe conflito de interesses.


10. Na análise da melhor relação custo/benefício na compra, os associados do CBEC devem levar em conta a prática dos fornecedores em relação a preservação dos recursos naturais, apoio a programas de ajuda aos desvalidos e deficientes físicos e a promoção de oportunidades de desenvolvimento e educação dos menores carentes, evitando comprar de quem contraria os interesses da sociedade.


11. O CBEC é uma entidade apartidária e, por isso, os seus associados devem evitar o envolvimento ou associaçao do nome do CBEC com partidos políticos ou política partidária. Qualquer atividade neste sentido deverá ser submetida, previamente, a Diretoria do CBEC.

CONTATO

Av. Paulista, 726, cj. 1707, Bela Vista, São Paulo, SP, CEP: 01310-910

(11) 3774 0045 whatsapp (11) 95294 8396

[email protected]

  • LinkedIn
  • Instagram - White Circle
  • Facebook
  • YouTube - Círculo Branco
Envie sua mensagem

CONTATO

(11) 3774 0045
whatsapp (11) 95294 8396

[email protected]

Av. Paulista, 726, cj. 1707, Bela Vista, São Paulo, SP, CEP: 01310-910

                  LOGIN

whatsapp.png